Bauru-SP
Rua Prof. Wilson M. Bonato, 1-38

Criado por Agência i-THINK

Pederneiras-SP
Rua Benjamin Monteiro, nº 12.

Tipos de ventilação Natural

June 7, 2018

Nesta semana do meio ambiente, vamos mostrar como elementos na arquitetura e premissas de projeto arquitetônico garantem uma ventilação natural, mantendo uma qualidade do ar interna devido à sua constante troca, criando ambientes confortáveis e reduzindo os gastos energéticos, principalmente o uso do ar condicionado, que é um dos principais consumidores de energia. Além de evitar a proliferação de micro organismos prejudiciais à saúde, maus odores e mofos.
 

A ventilação natural é a circulação de ar dentro dos edifícios sem que haja indução mecânica.
 

É muito importante já na concepção do projeto, o arquiteto utilizar elementos e materiais que proporcionam a ventilação dos ambientes.
 

A seguir citaremos as principais características de um projeto para garantir a ventilação natural da edificação.


Ventilação Cruzada
 

 

 

 

A ventilação natural  cruzada ocorre quando existem no mínimo duas aberturas (janelas e portas) em paredes opostas ou adjacentes do ambiente que permitem a circulação do ar. É importante permitir a entrada de ar fresco por vãos próximos ao piso e, como o ar quente é mais leve, ele é empurrado para cima e deixa o ambiente por aberturas próximas ao teto, assim, há uma circulação total do ar no ambiente permitindo o conforto térmico natural.



 

Efeito Chaminé

 







O efeito chaminé pode ser utilizado quando não se pode contar com muitos ventos. São utilizadas aberturas em vários níveis para gerar um fluxo de ar no ambiente. Como no caso da ventilação cruzada, o ar frio entra por aberturas mais baixas e sai do ambiente por aberturas altas, promovendo a circulação do ar n ambiente.

 

 



 

 

 

Resfriamento evaporativo


 

 





Ocorre quando áreas sombreadas ou fontes de umidade, como espelhos d’água, ficam próximas aos vãos de ventilação natural. A evaporação que ocorre com a passagem do vento em locais úmidos resfria o ar.

 

 

 

 

 

 

Sombreamento


 

 


A utilização de elementos que barram a entrada de calor e muita incidência solar proporciona um melhor conforto térmico no ambiente. Exemplos de elementos de sombreamento: brises, marquises, persianas, telas solares e beirais. É importante lembrar que estes elementos devem fazer parte do projeto, desde sua concepção, para sua melhor utilização e aproveitamento.

 

 


 

 

Tipos de abertura
 

 



O tipo e tamanho das aberturas escolhidas para o ambiente também são importantes na sua ventilação natural. Por exemplo, uma janela de correr e uma janela de abrir proporcionam diferentes níveis de ventilação ao ambiente. A janela de correr terá uma folha fixa, permitindo entrada de ar em apenas 50% da sua largura. Já a janela de abrir permite a entrada de 100% de ar.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload